Cineasta dinamarquês faz documentário sobre depósito para dejetos nucleares na Finlândia

Em 2010 o cineasta dinamarquês Michael Madsen fez documentário sobre o Projeto Onkalo, de construção de um depósito para dejetos nucleares a quinhentos metros de profundidade em uma área rochosa na Finlândia, a ser concluído e selado por volta de 2100.

O autor faz questionamentos de como deixar esse legado para as gerações futuras: qual linguagem a ser utilizada para evitar que o depósito seja reaberto? Será que deve ser esquecido por completo? Mas se alguém o achar?

E sobre que legado devemos deixar: continua a ser viável o uso de energia nuclear mesmo com os inerentes riscos de acidentes e/ou os destinos inadequados dos dejetos? Será que aprendemos o suficiente com Chernobyl e Fukushima?

Para mais informações sobre o documentário, visite o site www.intoeternitythemovie.com. E sobre a construtora responsável pelo projeto: www.posiva.fi.

Esta entrada foi publicada em Fotos e vídeos, Multimídia. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*